A TEORIA DO CHUTE COLOCADO

Mencionada na prova de Contabilidade do capítulo “A Prova de Fiscal”, a Teoria do chute colocado é bastante simples, mas tem muito mais a ver com estudo árduo do que com sorte.


Em primeiro lugar é preciso dizer que para o candidato aplicar esta teoria ele deve estar em dúvida entre 2 das 5 opções de resposta. Não adianta o cidadão ficar em dúvida em 5 das 5 questões!


Muito bem, digamos que após ter tentado fazer várias vezes a questão, sem obter sucesso, sobram sempre duas opções que estão muito próximas da verdade. E isto acontece em outras 4 questões daquela mesma prova.


Temos aí então 5 questões que geraram dúvidas em duas opções apenas.

 

O que fazer ?

 

Procure verificar qual a letra que se repete nestas dúvidas. Em seguida marque a mesma letra em todas as 5 questões. Naturalmente pode acontecer que a mesma letra não conste como dúvida em todas. Neste caso marque a letra que foi menos marcada no restante da prova.


Exemplificando:

Sobraram:


Questão 04 – B e C
Questão 07 – C e E
Questão 14 – A e D
Questão 17 – C e D
Questão 20 – B e E

Vemos que a Letra “C” foi a vencedora. Será a nossa escolhida para o chute colocado nas opções 4, 7 e 17. Nas Questões 14 e 20 vamos verificar qual das opções foi menos marcada no resto da prova.

 
Lembrando mais uma vez que esta teoria só deve ser aplicada em casos de dúvida absoluta. É melhor do que querer escolher uma letra diferente em cada questão, isto porque quando optamos por uma mesma letra, a chance de que ela coincida com a correta em algumas das questões é muito maior.