Precisamos nos estruturar antes de entrar neste turbilhão que é estudar com seriedade para um concurso. Não existe uma vida igual a outra, cada um tem a sua história pessoal, seus problemas, vantagens e desvantagens; o importante é que, antes de mergulhar nesta empreitada do concurso, cada um volte os olhos para suas condições de vida e perceba o que pode ser útil e o que deve ser modificado, colocando agora como centro de nossas atenções o objetivo de passar no concurso almejado, o famoso Centro do Universo.

 

Estruturas são as condições de vida de cada pessoa. Alguns candidatos têm condições privilegiadas que de início já proporcionam uma vantagem, desde que aproveitada. Outros têm que criar esta estrutura, aparando arestas de seu estilo de vida e da relação das pessoas com quem convivem, para então ter condições mais favoráveis a preparação para um concurso.

Muitos não têm tempo de estudar tanto quanto gostariam. Outros distribuem mal o seu tempo livre, sem dar a devida importância ao estudo sério, e tentam dividir seu dia com mil outras atividades que sobrecarregam demais sua mente, a ponto de não deixar aquela folga necessária para uma boa assimilação das matérias.


Concurso é dedicação, abnegação de coisas que apesar de prazerosas, tomam tempo e energia essenciais ao nosso sucesso.

 

Não é somente quando estamos estudando que estamos aprendendo. Um engano. Nossa mente trabalha 24 horas por dia, até dormindo ela está trabalhando, como vimos no capítulo “O Sono”.

 

Devemos evitar outros problemas, outros pensamentos que saiam totalmente do nosso objetivo. A saúde mental é essencial para a assimilação da matéria. Uma cabeça cheia de preocupações não vai render tão bem quanto outra que consegue abstrair-se, liberando o peso de diversos assuntos.


Às vezes isso não é fácil. Nossa vida é muito diversificada, cada um tem um histórico que precisa carregar na vida. Podem ser os filhos, a mãe, o pai, os irmãos, o trabalho, o chefe, as dívidas, a mulher ou o marido, a namorada(o), a geladeira, o carro, o condomínio, o professor, o vizinho,nossa! Quantos assuntos para resolver!


Mas a vida é assim mesmo, da mesma forma que você tem um problema para resolver, seus concorrentes também têm. Geralmente quem está estudando para concurso não está em berço de ouro, realmente precisa daquele emprego ou daquela vaga no vestibular.

 

Então fique tranqüilo, porque todo mundo tem problemas para resolver, esta não é uma sorte só sua. Sem lamentações por favor!

Qual a diferença entre os que têm problemas e não conseguem estudar porque vivem sobrecarregados, e os que também têm problemas, mas conseguem encontrar um mínimo de paz para estudar e manter saudável sua mente e seus adoráveis neurônios?


A resposta está na divisão de tarefas e eliminação do que não for essencial para o novo Centro do Universo. É o estabelecimento de uma Estrutura de Vida.

 

Quem tem filhos também pode ter outros familiares para ajudar enquanto você está nesta batalha, afinal sabem que você está lutando para um futuro melhor para todos. Para quem é casado, os assuntos caseiros devem ser divididos, sem aquela idéia machista de que o homem deve resolver tudo. O casal deve se ajudar para que a mente de nenhum dos dois se sobrecarregue.
 

A colaboração familiar é essencial. O concurso é feito pela família inteira. Um estuda e vai fazer a prova, os outros dão a condição necessária para um bom desenvolvimento nos estudos.

 

Um namoro conturbado não é bom para os concursos. Você tem que se decidir, ou o namoro ou a vaga! Deixe este namoro para depois, pense no seu futuro, se não tiver condições de pensar assim, certamente seu concorrente terá e ele já estará na sua frente. Namore com alguém que entenda a sua vida, sem pressões, porque já existem tantas...


Outro pensamento que perturba a estrutura pessoal de muitos candidatos é o “Se eu não passar...”. Não carregue este peso inútil. Faça o melhor, estude com categoria, siga um método com esmero, doe seu tempo, sua energia, mergulhe nesse objetivo com técnica, leia este livro de novo, participe de palestras sobre como passar em concursos, leia outros livros para aprimorar a sua técnica. Lute!


Se depois de todo este trabalho você não passar no concurso pretendido, lembre-se da frase que está no final do capítulo “Fiz uma vez e não passei”.

 

Todo o esforço sincero aplicado neste objetivo será recompensado, mesmo que o momento da recompensa não seja o que você espera.

APROVEITE AS ESTRUTURAS