AS FICHAS DAS FICHAS

Polimento de um diamante. Esta é a imagem mental para o que ocorre quando fazemos as fichas das fichas.

O que são as fichas das fichas?


Muito simples. Quando lemos uma matéria pela primeira vez temos uma visão e, como já foi dito, devemos transmiti-la para uma ficha de leitura, mesmo que ainda não exista uma ideia perfeita do todo.


Ocorre que meses depois, quando já estamos mais ambientados com aquela matéria, nossa visão já se ampliou também, e conseguimos ver aquela mesma fichinha, que confeccionamos anteriormente, agora de uma forma mais didática, mais aprimorada, com desenhos mais significativos
ou palavras-chave mais apropriadas. O que devemos fazer então?

 

Uma ficha da ficha.

 

É a lapidação de um diamante. Uma ficha fica cada vez
melhor que a anterior. 
Esta nova ficha da ficha deve ser alocada no bloco de fichas que estamos confeccionando no momento, e não no bloco onde estava localizada a ficha original que estamos aprimorando. Naquele bloco não acrescentaremos mais fichas, ele já está fechado, só devendo ser acessado em nossa leitura coordenada dos blocos de fichas.


Lembramos ainda que a ficha anterior não deve ser jogada fora, a não ser que esteja errada, logicamente. Se a informação contida na ficha for correta, ainda que escrita de forma antiquada, conserve-a; ela é parte de um bloco de fichas que já está fechado, e a leitura desta ficha, ainda que
antiquada, fará um “link” com a matéria e com a ficha da ficha criada, gerando um círculo de associações.

 

 

 

O aluno, ao ler a ficha antiga, pensará: “Puxa, como eu via este assunto de forma incompleta”, e sua mente fará uma associação imediata com a ficha da ficha que criou. Da mesma forma quando estiver lendo o bloco de fichas em que a ficha da ficha está contida, pensará: “Nossa, como consegui
evoluir na visualização desta matéria”, e lembrará da ficha anterior.


Nos dois momentos o cérebro estará potencializando seu poder de associação, uma coisa lembra a outra, e todas juntas lembram a matéria, que é o objetivo de tudo.

_________________________________

UMA COISA LEMBRA OUTRA...

 

__________________________________