DIVIDA OS TEMPOS DE CADA PROVA

Uma dica muito útil e necessária ao nos depararmos com aquela prova subdividida em várias provas (exemplo: Português, Matemática, Estatística e Ética) é dividir o tempo em que nos é PERMITIDO ficar em cada disciplina.


Muitos candidatos esquecem que existem outras provas para fazer, e se prendem por demasiado tempo em uma questão mais trabalhosa. Recomendo que, além de dividirem um tempo para cada prova, façam as questões que de cara já parecem mais curtas, mais rápidas e menos trabalhosas.

Saber se acertou uma quantidade de questões levanta a autoestima do candidato, deixa sua mente mais leve para as questões que exigirão maior desenvolvimento. Todos nós sabemos que nossa mente trabalha com a motivação, por isso dar o sabor de pequenas vitórias a nós mesmos durante a prova é, na verdade, uma forma de nos envolvermos em um crescente de confiança necessário para encarar cada questão com aquela sensação de “EU POSSO”.


Dê o sabor de pequenas vitórias à sua mente.


Resumindo, o candidato deve subtrair do tempo total, meia hora para a confecção do cartão-resposta, depois pegar o tempo restante e dividir em partes equivalentes a complexidade de cada prova que terá pela frente.

 

Notem bem, não significa que terá que dividir o tempo em quantidades iguais para cada prova. Deverá ser levada em consideração a complexidade de cada prova e o nível de conhecimento do candidato naquela matéria. Na prova de Inglês não reservei mais que meia hora para a sua conclusão, enquanto que para a prova de Contabilidade deixei 1 hora e meia para a resolução.

Em cada prova o candidato deve buscar as questões que verifique ser menos complexas. Em seguida, no tempo restante reservado para aquela matéria, deve tentar resolver as questões mais difíceis.

Em todo caso, se perceber que uma questão está difícil demais e que não domina totalmente o assunto, deve deixar esta para o final de tudo, quando já tiver acabado todas as provas. Fique tranqüilo com relação às questões mais difíceis, poucos irão acertar. O problema mesmo é deixar passar uma questão fácil, porque estas a grande maioria acerta.