Este é um tema de suma importância para o bom desenvolvimento de um dia de estudo. Apesar de parecer simples, existe uma série de requisitos a considerar antes de se escolher o local de estudo.


Começamos pelo nível de ruído. Não é possível se estabelecer uma linha de raciocínio de assimilação de matéria em meio a uma balbúrdia de ruídos, pessoas conversando, carros buzinando, som e televisão ligados, embora alguns até digam que gostam de uma música suave e clássica ao fundo para relaxar.


Quanto mais silencioso for o local, melhor será o nosso nível de inserção, de mergulho, de viagem dentro da matéria. Precisamos dar um espaço saudável para que nossos neurônios conversem com eles mesmos, e isso só acontece quando podemos atingir um bom nível de concentração trazido pelo silêncio.

 

Por favor, fique longe de uma CAMA ou de qualquer lugar que sugira um bom cochilo ou uma boa tarde de sono. Digo isto por experiência própria, quando estudava perto da cama, era difícil uma tarde em que não parasse de estudar para mergulhar de cabeça naquele soninho gostoso e sem compromisso.

 

Vejam bem, não é proibido dormir, como está recomendado no capítulo “O Cansaço”. O que se deve manter é a distância de uma boa cama.

TELEFONE – Se for o celular, desligue-o; se for o fixo, peça para dizerem que você não está em casa, ou simplesmente não atenda se você estiver sozinho. Tire-o do gancho.

 

O que mais vai acontecer, se você não evitar o telefone, é alguém te procurar para bater aquele papo fiado que te leva do nada para o lugar nenhum, quando você estiver no melhor momento de concentração daquela matéria que estava demorando tanto para aprender. É a lei da probabilidades.
 

GELADEIRA – Outro grande vilão. Se você começar a beliscar aqui, ali, acolá; com certeza seu estômago irá se acostumar com este estilo glutão de ser e irá perturbar de meia em meia hora, querendo mais comida.

 

Será praticamente impossível exercer uma boa concentração se levantando a toda hora para pegar uma gelatina, um iogurte ou um refrigerante.

 

ILUMINAÇÃO – Um quesito bem sutil, mas que causa uma diferença e tanto quando se está estudando 8 horas seguidas, ou mesmo menos do que isso. Já vi pessoas muito boas estudarem em um ambiente calmo, silencioso, organizado, limpo e voltado para o estudo, porém, com uma iluminação insuficiente, que mais dava sono e sensação de relaxamento do que estimulavam a estudar.

Procure um local muito bem iluminado, algo que jamais lembre o sono. Mesmo sabendo que, até em um local com boa iluminação, o sono poderá surgir ao longo de um dia de estudo; mas não é bom estimular este sono com uma luz fraquinha, já chamando para a cama.

 

Se você for estudar em casa, peça para as pessoas não te chamarem para nada. Se puderem fingir que você não está ali, será melhor.

 

Pelas exigências que estamos fazendo, fica um pouco difícil fazer do local de estudo a própria casa, porque sempre vai ter aquela caminha gostosa bem ao lado, a geladeira apetitosa nos chamando, alguém precisando consertar a televisão, o vizinho nos chamando para ver um jogo de futebol, um amigo precisando de algo urgente ao telefone, os filhos querendo brincar, o marido querendo atenção, a mulher querendo conversar... Tudo isso aconteceu comigo durante muito tempo até que minha ex-namorada teve uma ótima ideia: estudar na biblioteca da faculdade dela. Ali descobri meu paraíso.

 

Que lugar. Uma mesa com quatro cadeiras só para mim. Iluminação natural durante o dia e ótima durante a noite. Um silêncio controlado tanto pelo monitor quanto por mim algumas vezes, e olha que nem aluno eu era, mas biblioteca é lugar de silêncio. Longe da geladeira de casa, da cama, do telefone, da televisão, do rádio, de tudo. Ali consegui o isolamento mais desejado por quem está estudando para concurso. E tudo isso de graça.


Talvez você não tenha condições de encontrar um local como esse, e acabe tendo que estudar em casa mesmo. Mas se puder pelo menos procurar, recomendo, é muito melhor, o rendimento aumenta enormemente, muito pouca coisa é capaz de desviar o seu raciocínio, principalmente porque ali ninguém te conhece. Vale a pena até pegar um ônibus para ir para um lugar como este. Sei que será um gasto a mais, porém, se você puder gastar, faça; será um investimento na melhoria da sua qualidade de estudo. Alguns cursos hoje em dia oferecem para seus alunos uma sala de estudo mais ou menos parecida com esta.

 

Aproveite! Os donos dos cursinhos também são pessoas tarimbadas no assunto concurso público, e já perceberam exatamente isto que estou repassando aqui. Um lugar isolado de tudo para estudar simplesmente turbina ainda mais o seu estudo.

 

Acima de tudo você deve se sentir bem neste local de estudo, será o seu lugar mais comum nos próximos meses, sua cadeira ali deve ser cativa, explore ao máximo o isolamento e o conforto que o lugar pode oferecer.

 

Neste capítulo vimos que a escolha de um local adequado para estudar pode fazer com que o seu estudo ganhe em qualidade e rendimento, aumentando o seu potencial de aprendizado e diminuindo o tempo total que você terá para estudar até passar em um concurso.

O LOCAL DE ESTUDO