REDES SOCIAIS

A questão principal quando falamos de redes sociais e como afetarão o nosso desempenho, está em dois quesitos importantíssimos para um competidor: DISCIPLINA e FOCO.

Há um potencial imenso de perda de energia quando abrimos o celular ou o computador e começamos a "navegar" pelas infindáveis redes de amigos, conhecidos, celebridades, youtubers, políticos, religiosos, coaches, colegas de trabalho, da rua, etc. A lista não tem fim.

Mas temos que admitir que a comunicação ficou muito mais fácil, e que hoje é impossível o mundo se desvencilhar da grande rede, e nem é isso que prego. Pelo contrário, ela pode se tornar um aliado incrível do competidor de estudos, uma ferramenta que pode trazer o que é mais importante para quem está nessa batalha: a informação.

A dúvida é: como conciliar meus estudos com o uso das redes?

Então voltamos ao quesito já mencionado: DISCILPLINA. Você vai ter que dizer quem manda: a vontade incontrolável de acessar as redes sociais ou a sua determinação em cumprir as tarefas do dia sem desviar o foco pelo caminho.

_________________________________

ESTABELEÇA HORÁRIOS DE ACESSO

_________________________________

O acesso às redes sociais (Instagram, Whatsapp, Facebook, Twitter, Tik Tok, Telegram e outras que virão) pode ser transformado de um momento que drenaria a sua energia, em um momento prazeroso de descontração entre os estudos. Como?

Já abordamos no capítulo sobre "O Cansaço", que mesmo as máquinas precisam de um descanso, porque é impossível trabalhar em alto nível em regime contínuo. O cérebro tem um sistema interessante de alerta, e vai avisando que precisa de uma pausa. Ficamos enjoados só de olhar para um monte de letrinhas na apostila.

Sabendo disso, a estratégia é estabelecer horários humanos de estudo e pequenos descansos para folgar a mente e ao mesmo tempo satisfazer aquelas vontades que ficam coçando enquanto tentamos nos concentrar nos estudos, entre elas a de acessar nossas redes sociais.

Então o macete é esse: estabeleça horários para o acesso. Não precisa ser apenas um horário por dia, podem ser mais, desde que sejam intercalados com suas atividades de estudo, e o principal: que tenham horário para terminar também. Não adianta nada estabelecer um horário, obedecer ao seu início e se perder em incontáveis leituras sobre tudo que vai aparecendo na telinha.

Daqui a pouco vou dar um exemplo de como você pode fazer o seu cronograma de acesso.

Uma lembrança importante vem do capítulo "Manhã Gloriosa": para manter a mente arejada e sem peso já de manhã, não acesse o celular antes de todas as atividades da manhã cumpridas. De preferência abra o aparelho somente perto do almoço.  É claro que esta dica não vale para o caso de você necessitar verificar alguma informação sobre trabalho ou de uma pessoa que dependa do seu cuidado imediato, como um familiar, por exemplo. Há casos e casos. Não vamos abranger todas as possibilidades em que você realmente precisa fazer uma verificação se chegou alguma mensagem importante. O acesso ao celular pode até salvar vidas. Mas não se ampare nesta possibilidade para justificar seu acesso às redes antes mesmo de levantar da cama. Essa análise de situação é pessoal e terá que ser feita por você.

Outra dica: se, na sua condição de vida, existir realmente a obrigação de acesso a determinada informação pela manhã, acesse somente o que estiver relacionado com isso, e feche o aparelho. Isso é disciplina. Saber controlar a vontade de continuar.

Sobre os grupos: de preferência evite-os. Eles têm um alto potencial para diluir o seu FOCO. A exceção que faço são os grupos relacionados à sua área de interesse agora: o MUNDO DOS CONCURSOS.

Nesse caso, eles são muito bem-vindos. A gama de informações que você pode conseguir quando andando em grupos relacionados ao seu concurso e ao como estudar, é absurda. Diria inclusive que é uma ferramenta indispensável atualmente. E falo isso já pensando em seus concorrentes, que estarão também buscando as melhores informações nas redes relacionadas.

Apenas citando alguns exemplos, existem os grupos de Whatsapp, Facebook e perfis do Instagram, criados por cursinhos, por professores, por coaches sobre o como estudar, por profissionais da área almejada ou mesmo por amigos com o interesse em comum em um concurso. Considero todos válidos. Esse é o novo mundo dos concursos. Porém, é bom lembrar, que mesmo nestes canais relacionados ao seu objetivo há uma forte possibilidade de perdermos o controle sobre o tempo de acesso, e o que deveria ser uma fonte de informação acaba por desarrumar o nosso cronograma diário de estudos. A solução já foi mencionada: obedeça horários de acesso e estabeleça um tempo limite.

Outro uso bem interessante que podemos fazer com a nossa rede social é a antecipação. E o que é isso?

Antes de falar sobre esse uso das redes, preciso frisar que um dos meus objetivos em muitos capítulos desse manual é passar aos estudantes formas de economia de energia vital. E não tem nada de esotérico nisso, a coisa é real mesmo, como já tratei no capítulo "Energia".

Então, voltando ao uso das redes para obter antecipação, outra grande vantagem que elas nos trazem é a possibilidade de saber os gostos, as opções políticas, religiosas, esportivas, culinárias, enfim, o estilo de vida das pessoas com quem mais convivemos. Que maravilha!

O seu objetivo é conservar energia vital, e com as redes sociais você tem nas mãos a informação sobre o que confrontaria determinada pessoa e o que pode agregar de uma forma positiva aquela relação. E ainda tem a opção de não falar nada, e só ficar observando para quando falar pessoalmente você já saber onde deve tocar e quais assuntos evitar.

_________________________________

LEMBRE-SE: NOSSO OBJETIVO É ECONOMIZAR

ENERGIA PARA DIRECIONÁ-LA AOS ESTUDOS

_________________________________

Não estou dizendo para você ser uma pessoa falsa, sem opiniões. Falo aqui de estratégia de relacionamento. Busque o melhor naquelas pessoas com quem mais convive. Evite atritos que de nada mudarão o mundo. Ah, e outra lembrança, ninguém muda ninguém, como diz muito acertadamente o nosso amigo Augusto Cury, autor de mais de uma dezena de livros sobre relacionamentos.

Nunca me saiu da cabeça o que descrevi no capítulo "Minha experiência como Fiscal de Provas", quando vi duas pessoas discutindo na hora do almoço entre provas, baseadas na camiseta que uma delas estava usando. Caramba! A mensagem estava ali, clara, na camiseta: "EU SOU ISSO". Por que raios eu vou querer contrariar uma pessoa que está gritando para o mundo a sua opinião? E logo na hora do almoço antes de começar a prova da tarde! Esse foi um evento extremo, mas tenho certeza de que no dia a dia você encontrará situações que podem ser drenos de energia, caso desvie sua atenção do foco principal que é vencer nos estudos.

Depois que a sua competição de estudos passar, e você já sentir que não está mais com essa necessidade toda de economizar energia para estudar algo, entre nas discussões que desejar, sobre política, futebol, novela, teorias da conspiração, e se a Terra é quadrada ou oval.

Mas enquanto estiver na competição, minha recomendação fortíssima é: evite conflitos e argumentações desnecessárias. Tenha certeza de que seus adversários, os mais fortes, assim procedem.

Como exemplo final, mostro abaixo um cronograma possível de acesso às redes em um dia normal de estudos:

Se o estudo for pela manhã:

6:30 - Acordar

Até às 7:30 -Manhã Gloriosa (ver o capítulo com esse título)

7:30 - Começar os estudos com a leitura de um bloco de fichas

8:15 - Passar a aula do dia anterior para o bloco de construção atual

9:45 - 10 minutos de descanso - alongue o corpo e acesse suas redes, mas não de notícias

9:55 - Leitura de  outro bloco de fichas

10:30 - Passar a outra aula do dia anterior para o bloco de construção atual

12:00 - Bateria de exercícios sobre uma matéria

12:45 - Almoçar (sem ver notícias para não atrapalhar o momento)

13:30 - Descanso - acesse redes sociais e notícias se não conseguir segurar mais

Se o estudo for à tarde:

12:45 - Almoçar (sem ver notícias para não atrapalhar o momento)

13:30 - Descanso - acesse redes sociais e notícias se não conseguir segurar mais

14:30 - Começar os estudos com a leitura de um bloco de fichas

15:15 - Passar a aula do dia anterior para o bloco de construção atual

16:45 - Bateria de exercícios sobre uma matéria

17:30 - Passar a outra aula do dia anterior para o bloco de construção atual

19:00 - Descanso - alongamento e pode acessar redes e notícias

19:20 - Leitura de outro bloco de fichas

20:00 - Descanse

Se o estudo for à noite:

18:00 - Começar os estudos com a leitura de um bloco de fichas

18:45 - Passar a aula do dia anterior para o bloco de construção atual

20:15 - Bateria de exercícios sobre uma matéria

21:00 - Descanso (alongar, redes sociais, notícias, se ainda não acessou no dia)

21:15 - Passar a outra aula do dia anterior para o bloco de construção atual

22:15 - Se ainda tiver gás, leia outro bloco de fichas

23:00 - Relaxar e dormir

Estes são apenas alguns exemplos de cronogramas incluindo o acesso às redes. É bem provável que o seu cronograma não fique idêntico, mas ele pode pegar alguns detalhes como orientação. O objetivo aqui não é abranger todas as possibilidades, mas fornecer um subsídio como ponto de partida para que você adapte à sua vida, de acordo com a sua disponibilidade de tempo. O mais importante é que você passe a organizar cada vez mais o seu plano de estudos diário, e principalmente, cumpri-lo.