Carregamos a energia dos pensamentos


Estou a kilômetros de alcançar a perfeição do post que abaixo produzo. Na verdade, escrevo mais para mim do que para qualquer pessoa. É um exercício sem fim trabalhar os pensamentos, buscar aproveitar ao máximo as potencialidades do cérebro, e disso, obter energia para tudo, inclusive para os estudos, o que nos interessa. Então vamos lá.


O olhar sobre um ponto passado afeta primordialmente o presente.


Todos vivemos frustrações e momentos desagradáveis no passado, esse é um ponto democrático e irrefutável.

O que muda em cada pessoa é o como vejo aquela situação, assim como a frequência com que ajo desta forma.


Remoer um ponto negativo não modificará o seu efeito deletério, pelo contrário, ao reviver uma tristeza, nós imediatamente trazemos ao presente toda aquela energia de sentimentos que envolveu o tema, podendo inclusive ocorrer um aumento da carga emocional despertada. Isto porque ao praticar este hábito de remontar o passado, por vezes acrescentamos pontos que não existiram, ou que existiram de outra forma, mas que em nossos pensamentos eles sempre ocorreram do modo mais prejudicial em sentido contrário aos nossos interesses.


No final, só perdemos, esse é o resumo. A energia negativa volta e em nada ajuda a vida.


Como evitar isso, então?


Um olhar positivo.


Se a lembrança de um fato é inevitável e recorrente, existe uma forma de driblar essa tendência que nos coloca para baixo, e é pela via do controle dos pensamentos posteriores.


Explicando:


A lembrança vem de qualquer maneira, não tem jeito. Porém, agora com o controle dos pensamentos posteriores nós podemos buscar no fato lembrado o que podemos extrair de positivo em nossas vidas, e utilizar assim essa lembrança que a princípio seria negativa, em algo positivo.


É claro que esta prática exige esforço, não é automática. Ela será uma força oposta ao pensamento negativo automático, uma ação deliberada de reverter um rio que ia para um lado seco e árido para um canal que irrigará um solo potencialmente rico em nutrientes, gerando uma bela plantação de positividade.


E onde entram os estudos nessa história?


Em nosso dia a dia.


Estudar é um processo realizado por um ser humano. Até o momento (2017) computadores não estudam, apenas realizam algo já programado.


Portanto, não somos máquinas, somos seres integrais, com história, amigos, amores, desamores, sabores e dissabores. Carregamos tudo isso no mesmo espaço utilizado para a aquisição de novas informações, a nossa máquina de pensar.


Não há como dissociar o indivíduo dos estudos, um influencia o outro.


Nesse ponto, saber trabalhar de forma positiva as nossas lembranças é uma ferramenta importante para extrair boas energias de um local que a princípio foi uma experiência desgastante.


É provável que neste ponto o leitor possa fazer a crítica que eu mesmo faço: mas como posso encontrar fatos positivos em coisas terríveis como a morte, acidentes, assaltos, etc.?


Este pequeno texto não tem essa pretensão, não fui tão longe quando me referi a acontecimentos negativos. Acredito que esse tipo de ocorrência necessite um trabalho muito maior para amenizar seus efeitos no tempo presente. Seria até um desrespeito com as pessoas que vivenciaram tais fatos, dizer que tudo pode ser resolvido com um simples movimento de pensamento positivo.


Fiquemos nesse texto com as lembranças menores, que são inclusive mais numerosas, e que atrapalham consideravelmente o balanço energético do dia. E então cito alguns exemplos: a escolha de um curso, uma faculdade, que não foi bem feita, você desistiu ou nunca trabalhou no meio; um relacionamento amoroso que não foi pra frente pela falta de compatibilidade, ou por um ato impensado como traição ou brigas por motivos pequenos; um amigo que te decepcionou; uma viagem que não deu certo porque você se machucou; uma contrariedade no trabalho; uma demissão injusta; um constrangimento em público.


Estes são alguns exemplos genéricos, notem que não tem carga emocional justamente porque estão no plano genérico. A partir do momento que enquadro uma experiência que vivi, tudo muda, e passo a sentir os efeitos das lembranças relacionadas. Esse é o ponto chave.


Vamos explorar um dos exemplos acima: uma traição amorosa.


A pessoa foi traída quando depositava no outro a esperança de um relacionamento duradouro, com vistas a casar e formar uma família. De alguma forma desagradável a traição foi descoberta e o relacionamento encerrado repleto de energias negativas.


Anos depois esta pessoa ainda lembra do relacionamento com a energia da separação, e todas as vezes que rememora o fato, seu campo energético cai, assim como a sua potencialidade plena, inclusive a capacidade de aprendizado.


Como reverter tal círculo vicioso e transformá-lo em virtuoso, é possível?


Por que não lembrar da parte boa daquele relacionamento? Do quanto cresci, desenvolvi minha capacidade de conviver com o outro, dos passeios, das conversas, risadas, da sintonia, do aceitar, do despertar de pontos ainda não vividos em outros relacionamentos. Tudo foi um aprendizado que me fez ser quem sou hoje, e sou grato pela parte que me desenvolveu.


Cultive os pequenos frutos daquele relacionamento.


Com o tempo algo incrível começará a acontecer: os pequenos frutos se transformam em árvores vistosas, demarcando claramente em sua mente que só estão ali em razão da reconstrução do seu passado, da sua mudança no olhar.


Agora você conseguiu chegar ao efeito que citamos no início dessa conversa, toda vez que automaticamente minha mente lembra de um fato, já tenho como resposta os efeitos positivos deste evento em minha vida. Há uma retro-alimentação de energias positivas.


O resultado é o equilíbrio que buscamos para estarmos bem para os estudos. E tudo muda para melhor, porque estudamos mais dispostos, prestamos mais atenção ao que lemos e guardamos o conhecimento com maior qualidade energética.


O objetivo deste post não é uma resposta absoluta, como já mencionei, existem situações gravíssimas que necessitam de uma abordagem muito mais profunda e possivelmente com a contribuição de ajuda profissional.


No entanto, espero que para aqueles assuntos em que seja possível reverter a energia gerada, esta conversa produza frutos positivos no seu dia a dia de estudos.




Por um novo olhar,


Alex Viégas


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes